Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

Rating: 2.3/5 (476 votos)


ONLINE
2




Partilhe este Site...

18:27:25


O Castelo de Linderhof, Baviera, Alemanha
O Castelo de Linderhof, Baviera, Alemanha

 

O Castelo de Linderhof, Baviera, Alemanha

 

 

 

 




O Castelo de Linderhof foi construído pelo Rei Ludwig II. Os projetos iniciais nasceram para o rei, depois de uma visita de Versalhes, em 1867, em 1869. Ele 1 (266x400, 54Kb)ganhou a posse de ao redor de Linderhofa, onde seu pai, Maximiliano II, tinha um pavilhão de caça. Sob a orientação do arquitecto real Georg Doll′manna foi construída a "Vila real" (1870-1878).
Palácio de Linderhof tornou-se o Palácio completamente preenchido único sobre a vida de Ludwig II. Arquitetonicamente o castelo combina elementos de estilo barroco e rococó. O castelo está cheio de espelhos, caminhos de armações de ouro. Eles ajudam a ampliar visualmente o espaço. Pintura e decoração do palácio foram os melhores e mais famosos artistas europeus do seu tempo.
Ao redor do castelo colocado muitas jóias, as paredes estão decoradas com pinturas e tapeçarias. Em Linderhofe você pode encontrar um número enorme de vasos, cores do pavão de porcelana, realizado em tamanho completo. Há também um lareiras em mármore, lustres, feitas por artesãos de marfim. No quarto Palácio pendurado candelabro, calculado em 108 velas que queimam ao mesmo tempo. No entanto, o lindo tão sem tempo era nunca acesa.


 













No átrio do palácio, as colunas de mármore vermelhos e emolduradas por pilastras, uma estátua equestre de bronze de Louis XIV de França. Em uma coroa de raios com o lema da dinastia Bourbon: "Nec Pluribus Impar" ("muito"), como um sinal de respeito para o Reino do Rei Ludwig II de Bourbon.




Luís II, visto na imagem de Louis XIV de França a personificação perfeita de absoluto, soberano do poder real e sempre me senti como um seguidor espiritual do rei.


Partes residenciais privadas do castelo têm a rica decoração, a diversidade de formas e cores. Na sala de música, dominada por uma profusão de motley de pinturas de parede e móveis.





Pinturas, uma reminiscência de tapeçarias e estofos mobiliário feito em Paris, fábrica Gobelin, retratam cenas da vida pastoral e secular, em estilo rococó. Ao lado a ornamentado musical instrumento-a combinação incomum de piano e harmonium, vir até nós, desde o século XIX, carrinhos um pavão em tamanho real de porcelana de Sèvres pintada. Este pássaro orgulhoso e tímido tinha uma reputação, como o cisne, uma criaturas do rei.


Do acolhedor, armazenados em prata, amarelo e cinzento-azul e amarelo, com uma vista lateral do terraço do jardim ocidental, o visitante entra na sala de audiências, projetado pelo artista Munique-decorador Christian Janka em 1870, que de acordo com a intenção original era para servir como o trono de uma só vez.


Em paredes de madeira preciosas da forma oval construíram simetricamente de ambos os lados de a dois bardil′skogo de lareira de mármore adornada com estátuas equestres de Louis XV e Louis XVI; Aqui a mesa do rei com gilt escrita instrumento e artisticamente decorado. O desktop é emoldurado por cima e coroado com um dossel de veludo verde, adornado com fios de ouro. Mesa-redonda dois malaquita, um presente da Czarina Maria Alexandrovna ao Rei Ludwig II.




Camareiro real, projetado em 1871. artista teatral Angelo Domenico Quaglio, foi ampliado por Julius Gofmannom na soberba ". modelado em "os ricos quartos na residência de Munique para maiores salas do castelo. É a Central e mais maciça das instalações do castelo, localizado no eixo central, com uma vista da encosta norte cascatas, cobertas acima cento oito velas do candelabro do cristal, com um real predominantemente azul. Escultura de mármore, estuque e pinturas de teto são propensas às imagens da mitologia antiga. Acima do nicho onde quer que pousares, brilha em treinador de sol de manhã "Alegoria" de Apollon em murais teto por Ludwig Leskera.


Teto do quarto


O quarto é rosa armário, quarto de vestir do antigo rei. Este é um dos quatro gabinetes, que sua forma estreita em forma de u em torno do local principal e em movimento de forma contrastada com seus delicados tons pastel. Jogado elegantemente, em estilo rococó, imagens de transmissão de Alberta Grefle pincel pastel das personalidades do século XVIII francês tribunal vida; entre eles o retrato da Condessa du Barry, amante de Louis XV.




No meio da sala de jantar é uma forma oval retrátil "desejando tabela," decorado com um vaso com um buquê de flores com o mais suave de porcelana mejssenskogo. A tabela poderia ser coberta na parte inferior, e então superior que deu a oportunidade para o rei, čuravšemusâ pessoas, preservar a solidão durante a refeição: da mesma maneira como durante apresentações especiais no teatro da corte de Munique.






Vaso de mesa, bem como o lustre de porcelana de mnogorožkovaâ, feita em Mejssene no manufactory da porcelana. Esboços iniciais para pinturas executadas no barroco, desenvolveu o ilusório Christian Janc em 1870-1872. Na opinião pública são os retratos nas paredes, armários rosa e azuis.


No Oriente a Gobelin quarto cenas da mitologia grega. Acima da lareira em mármore brilha com um grupo escultórico "as três Graças" de Theobald Behlera. As pinturas de parede, o von Pehmanna e moldadas esculturas douradas de um céu divino, decorado em zatmevaûŝej o resto do luxo do afresco teto "Apollo e Aurora" escova in. Gaušil′da.








A maior sala do castelo: o Royal Princess na parte norte, encontra-se na parte sul residencial de roskošnejšij sala de espelhos. O salão dos espelhos para o Castelo de Linderhof foi criado por Jean de la Paix em 1874.




Espelhos enormes, incorporados em um ouro branco forrando as paredes criam a ilusão de uma série interminável de instalações. É brilhante candelabro de cristal é lâmpada brilho maçante esculpida jóia marfim, repetidamente exibida e apaga-se ao infinito. Em frente das janelas na parede do fundo é um nicho da vidraça com um banco para descansar.






Jardins que rodeiam o Palácio de Linderhof, consideradas algumas das criações mais belas da história do projeto da paisagem. Parque com uma área de 50 hectares, combina elementos do Renascimento italiano e o jardim inglês, com muitas esculturas alegóricas, fontes e bacias e coroado por um templo redondo com uma estátua de Vénus.
















Aqui ainda está crescendo tília 300 - ano de idade, que deu o nome da propriedade (Linderhof significa "Linden House").


As encostas íngremes da Grasvangtal′ vale criam condições naturais para o jardim para o Castelo de Linderhof. Jardins do Renascimento, canteiros de flores estilizadas em estilo barroco e uma paisagem natural muito jardim em estilo inglês, tem sido milagrosamente transformada Karl von Èffnerom no inspirado e destaques de uma única peça de cultura de jardim.




Galeria dos espelhos com arcos, começando diretamente atrás do castelo, o líder acima da face norte íngremes da estritamente ornamental jardim-tapete em forma de lírios de Bourbon. Levantado à altura do pavilhão é um templo de Vênus gêmeos, no Sul, a água corre para baixo das cascatas, de trinta degraus em mármore em uma piscina com uma fonte, decorada com um grupo escultórico de Netuno.


Parque de Linderhof e jardins foram concluídos em 1880. Parterre de Linderhof Park Center-água, que está localizado em frente da fachada principal do palácio. No centro da bacia é um grupo de fonte dourada "flora e cupidos. A cada meia hora a 25 metros da fonte de Jet.





Casa marroquina.
Originalmente projetado para servir comercial pavilhão na exposição mundial de Paris em 1878, casa marroquina foi adquirida no mesmo ano, por ordem do Rei Ludwig II e instalada fora do parque em Linderhofe, perto da fronteira germano-austríaco, não muito longe as cabanas de Hundinga.


Este, enquanto anulando rural montanhosa no Ammertale corresponder as inclinações do rei; Após sua morte, a casa foi vendida em Alpes Ober-ammergau. Finalmente, em 1982, ele encontrou-se no parque do Palácio Linderhof. Ao contrário de outros edifícios, orientais, como o quiosque mourisco ou Turco.


Localização geral de charme especial Linderhofa anexa o quiosque mourisco. Rei Ludwig II, que tem a propensão a todo o leste adquiriu em 1876g. O quiosque mourisco, adornavam o Castelo de Zbiro, na Boêmia. Um ano mais tarde ele foi já renovado e parcialmente estendido, numa pequena colina no parque do Palácio Linderhof.
















Gruta de Vénus-artificial caverna estalactite, formada em 1876-1877. para o Rei Ludwig II "paisagens criador" de agosto de Diriglem.






Em primeiro plano é criado pela proa de Franz Zajtcem Golden de conchas. A pintura retrata Tannhauser no Hekkel de agosto Hërzel′berge nos braços da Vênus. A gruta está equipada com iluminação subaquática e uma ondas geradas artificialmente. Alterar os efeitos de luz com as placas de vidro giratória, conduzidos pelo primeiro Dínamo-máquina é a mais avançada tecnologia naquela época defendia maravilhas de contos de fadas encarnado do mundo real.





Monogramas do Rei Ludwig II




 

....

 

 

 

05d349d88a84 (128x63, 8Kb)